Resolva a p*rra dos seus problemas – Laura Jane Williams

Para quem é pai, mãe ou convive com alguma criança sabe o quanto aprendemos com ela. Todos os dias elas nos ensinam como sermos mais generosos, não levar as coisas para o lado pessoal, amar e perdoar e principalmente nos dão aula de como viver mais no presente ao esquecerem facilmente o ocorrido e não se preocuparem com o futuro.

E é sobre o que aprendeu no período que foi babá de três crianças que Laura Jane Williams fala no livro. As soluções infantis que eles lhe ensinaram a aplicar aos seus problemas adultos, bem como ser mais infantil a salvaram de uma crise de esgotamento. Na introdução ela já fala um pouco desse período:

“As crianças, como aprendi, vivem no presente. Perdem-se naquilo que amam. Gostam de se exibir. Elas gostam de si mesmas. Crianças são normalmente curiosas, e não tem limites, porque ainda não aprenderam que limites existem. Crianças fazem tudo o que querem, precisamente porque querem.”

IMG_8704

As crianças nos mostram, através de suas atitudes, algo que temos que trabalhar mais em nós, como ser mais curioso, por exemplo. Davi está em uma fase super curiosa, vive fazendo perguntas para mim e para André, gosta de assistir programas educativos e canal do youtube em que possa aprender algo como Manual do Mundo.

Com o passar do tempo vamos perdendo nossa curiosidade natural, perdemos a vontade de experimentar coisas novas, de criar, pegamos tudo pronto. Não nos permitimos mais nos perder, errar e voltar, curtir e experimentar. Aonde vamos usamos o GPS, muitas vezes não aproveitamos o caminho, ficamos tão dependentes que caso acabe a bateria do celular estamos literalmente perdidos.

As crianças têm o dom de fazer de momentos, que para nós são bobos e banais, em extraordinários, pelo simples fato dele ser único, ao viver o presente estar com a família, brincar com os amigos são momentos mais que especiais. Lu se empolga e fica feliz com passeios no parque, banho de piscina ou de mangueira, pizza de sexta feira à noite, assistir filme em família, quando se diverte muito ela fala que aquele foi o melhor dia da vida dela, os seus olhos brilham e muitas vezes já chorou de felicidade. E esse é um aprendizado que a autora cita no livro, a capacidade que as crianças têm de fazer com que os momentos sejam especiais:

“o único significado que a vida tem é aquele que nós lhe damos;  os únicos momentos especiais são aqueles que declaramos serem assim.”

Outro aprendizado citado no livro é o quanto as crianças são corajosas em relação a quem são e às coisas que amam, elas não se importam no que os outros vão pensar, só fazem aquilo que tem vontade de fazer e pronto, tanto faz se vão reparar, se vão chamar atenção, se vão parecer “ridículas”, se vão olhar ela dançando ou se aquela roupa é “apropriada” para aquela situação.

Davi já saiu de casa várias vezes vestido de homem aranha, até hoje ele usa sua fantasia e quando algum adulto, ou até criança, comenta que ele é o próprio homem aranha, o sorriso vem fácil em seu rosto e fica todo orgulhoso. Os dinossauros são seus companheiros, onde vai ele os leva, não tem vergonha de dizer e mostrar do que realmente gosta, muitas vezes eles são até motivo de aproximação de outra criança, que em pouco tempo já diz que é seu amigo.

Com as crianças aprendemos também a ser mais corajosos, não só porque elas se jogam naquilo que fazem, mas também porque temos que ser a força, segurança e fortaleza que eles precisam. O olhar deles de medo para nós tem que retornar com um olhar de coragem, de saber dizer se naquele momento ele terá que agir mesmo com o medo estando presente.

As crianças têm seu próprio mundo, onde abusam da criatividade para inventar brincadeiras, fantasiar, tudo é brinquedo na mão delas. Tudo pode ser especial, assim como todos os momentos, elas levam alegria para o ambiente, dão gargalhada de bobeira, acham graça nas pequenas coisas, isso que nós adultos precisamos trabalhar mais em nós, trazer mais alegria para nossa vida, para a autora:

“Concentrar-se na alegria deste momento ajuda essa alegria a crescer. Se você se sente bem e tem expectativas positivas em relação a este momento, o momento é bom. Se não tiver, o momento será ruim.”

Não preciso nem dizer o quanto me identifiquei com o livro, várias situações que ela relata já passei aqui em casa com meus filhos. Foi muito bacana ver esse novo olhar para o dia a dia com as crianças, a todo momento elas nos ensinam. Que você aprenda a ver o mundo mais com os olhos de uma criança que se encanta com as pequenas coisas da vida. Uma excelente leitura!

Caso se interesse, compre aqui: Resolva a porra dos seus problemas

Um comentário em “Resolva a p*rra dos seus problemas – Laura Jane Williams

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s