O poder do eu te amo – Marcos Piangers

A primeira vez que ouvi eu te amo do André fiquei muda, não sabia o que dizer, nunca tinha dito ou ouvido de um homem, ainda não havia amado alguém, namorávamos já algum tempo e estava apaixonada por ele, mas ainda não sabia dizer se era amor, então resolvi me calar (ainda bem que ele não considerou isso uma rejeição).

André me ensinou o que é o amor, não só entre um homem e uma mulher, mas também de pais e filhos, a relação amorosa que ele sempre teve com seus pais, irmã e familiares de uma forma geral me ensinou o “poder do eu te amo”. Um poder que transforma, conforta, ameniza, alegra, supera, traz paz, confiança, aconchego…

Meus pais nunca foram muito de me dizer eu te amo quando criança, apesar de sentir o amor deles através de suas atitudes, a criação que eles tiveram de meus avós não permitia muito isso, nem sei se alguma vez eles ouviram essa frase de seus pais.

Depois que comecei a namorar André (há 17 anos), percebi o quanto o “eu te amo” aproxima e comecei a falar para meus pais. No começo minha mãe só dizia “eu também”, hoje ela já diz “eu também te amo”. Essa pequena frase também me aproximou mais de minhas irmãs e sobrinhos. É muito bom sentir-se amada! E quando ouvimos de quem amamos um eu te amo, carregado de sentimentos, faz toda diferença.

Todos os dias, várias vezes ao dia, eu e André falamos para as crianças o quanto a amamos, que na maioria das vezes vem acompanhado com um abraço e um beijinho. Fazemos questão de demonstrar nosso amor por eles não somente em palavras, mas em gestos também. Outro dia, mandei na lancheira um recadinho para Davi e para Luana, e recebi o seguinte recadinho da professora do Davi na agenda: “Bom dia, família! Hoje nosso pequeno Davi se emocionou com o recadinho de amor, durante o lanche! Parabéns pela iniciativa. Ele realmente se sentiu amado. Segue foto em anexo.”

E é esse poder transformador que Marcos Piangers fala em seu livro “O poder do eu te amo”, ao contar um pouco de sua vida e do que essa frase já o transformou e transformou pessoas, fortalecendo relacionamentos.

“Nunca imaginei que amolecer meu coração transformaria o mundo em um lugar mais suave. Que o amor é contagiante. Avisem por aí. O mundo está cheio de pessoas boas. Se você não consegue encontrá-las, seja uma.”

De rápida leitura e um enorme significado, o mais bacana do livro é a reflexão que ele nos traz, como é bom se sentir amado e que nunca é tarde para começar a praticar.

Compre aqui: O poder do eu te amo